6 Projetos Icônicos da Arquitetura Moderna Brasileira.

Por Linoleum Crew
21/05/2020
Arquitetura Moderna Brasileira, Palácio da Alvorada.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
PUBLICIDADE

Já faz um tempo que temos vontade de montar um post para falar sobre a arquitetura moderna brasileira e apresentar as principais construções que marcaram esta época.

Alguns leitores que passaram pelo nosso post sobre o roteiro da arquitetura em SP nos mandaram mensagens com a sugestão de falar sobre os tempos dourados do modernismo. Agradecemos pelo carinho de sempre.

Surgimento da Arquitetura Moderna Brasileira

A Semana de Arte Moderna de 1922 foi fundamental para a revolução artística que se instalaria no Brasil a partir dali. O grande desejo por uma identidade própria e pela libertação dos padrões artísticos importados da Europa pairavam na cabeça dos artistas brasileiros já há algum tempo.

O auge da arquitetura moderna brasileira se deu entre as décadas de 30 e 50, com diversos projetos magníficos eternizando o movimento nas principais cidades brasileiras. Oscar Niemeyer foi sem dúvida nosso conterrâneo que teve mais destaque mundial ao lado de outros nomes de peso como Le Corbusier e Frank Loyd Wright. 

No âmbito mundial, a arquitetura moderna está diretamente ligada à revolução industrial, que trouxe para a construção civil a possibilidade de repensar a forma como aço e concreto eram utilizados. Sem dúvida foi uma grande marco que influenciou muito o surgimento do movimento.

Le Corbusier redigiu um manifesto onde lista os 5 pontos fundamentais da arquitetura moderna:

  1. Pilotis
  2. Terraço Jardim
  3. Janela em Fita
  4. Planta Aberta
  5. Fachada Livre

Agora que já contextualizamos o assunto, vamos ao que interessa. Separamos alguns projetos icônicos pensados por grandes arquitetos da época. A forma como as linhas se desenham de forma harmônica e extremamente funcional agradam quem aprecia a beleza da arquitetura.

A Casa de Vidro – Lina Bo Bardi

Lina Bo Bardi é dona de uma biografia incrível marcada por grandes realizações. A Casa de Vidro foi construída para ser sua residência em São Paulo. O projeto é considerado um dos primeiros da escola modernista na cidade. 

Situada em um terreno amplo, no ainda arborizado Morumbi, a Casa de Vidro foi a primeira casa do bairro e tinha em seu projeto uma grande preocupação com a iluminação natural, ventilação e vãos livres.

A Casa de Vidro, de Lina Bo Bardi, referência da arquitetura moderna brasileira.

Palácio da Alvorada – Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer foi responsável, ao lado de Lúcio Costa, pela concepção de Brasília como um todo. Entretanto, foi de suas mãos que nasceram as linhas que se tornaram um marco da arquitetura modernista brasileira.

O Palácio da Alvorada foi construído em 1957 para abrigar as famílias presidenciais. Seu projeto é muito arrojado e marcado por suas sinuosas e delicadas colunas e também pelos traços horizontais.

Palácio da Alvorada, de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa

Edifício Gustavo Capanema  – Lúcio Costa

Inaugurado em 1946, no centro do Rio de Janeiro, o Edifício Gustavo Capanema era originalmente sede do Ministério da Educação e Saúde do governo Getúlio Vargas. Lúcio Costa liderou o projeto que contou com outros pesos pesados da arquitetura moderna brasileira. 

Todos os fundamentos do movimento estavam presentes no projeto, como o uso de pilotis, planta livre, fachada livre, terraço jardim e janela em fita. Atualmente a edificação faz parte do Patrimônio Cultural Brasileiro e recebe diversos importantes eventos ao longo do ano.

palacio gustavo capanema

Edifício Guaimbê – Paulo Mendes da Rocha

Responsável por diversos projetos icônicos, Paulo Mendes da Rocha é uma grande referência da escola modernista brasileira. O arquiteto é o único brasileiro que já recebeu um Prêmio Pritzker, reconhecimento máximo na arquitetura mundial.

No começo dos anos 60 foi escolhido para projetar o que viria a ser o Edifício Guaimbê, situado na rua Haddock Lobo, em São Paulo. Embora este projeto não figure nas principais listas, ele é fundamental para a época e traz um estilo também conhecido como brutalista, propositalmente usando o concreto armado como elemento base. 

Edifício Guaimbê
Apartamento reformado no Edifício Guaimbê

MAC Niterói – Oscar Niemeyer

Embora seja uma obra de 1996, o MAC Niterói é de uma beleza tão grande que logo conquistou seu espaço como uma referência mundial na arquitetura moderna. Oscar Niemeyer já tinha 89 anos quando a obra foi concluída, sendo este um de seus últimos projetos.

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói tem formato cilíndrico e 16 metros de altura. Sua estrutura foi projetada para suportar ventos de até 200km/h e seu interior é divido em 6 grandes setores. 

MAC Niteroi Niemeyer 1

MASP – Lina Bo Bardi

O projeto do Museu de Artes de São Paulo colocou o nome de Lina Bo Bardi no cenário mundial da arquitetura. Em muitas de suas frases e falas célebres, Lina Bo Bardi sempre defendeu uma arquitetura mais igualitária, inclusive na questão da participatividade das mulheres.

Lina visualizou um espaço público que viraria cartão postal da cidade. Assim nasceu o MASP como conhecemos hoje. Um estrutura bela e imponente, com um vão livre gigante, referência para as artes plásticas e também um ponto de socialização.

Lina Bo Bardi Obras MASP fachada

Com o tempo incluiremos outros projetos interessantes nesta lista. Sabemos que é meio injusto listar apenas 6 projetos dentro deste tema, mas mesmo assim fizemos questão de apresentar alguns que nos inspiram muito.

TAGS:

PUBLICIDADE

Cadastre-se e receba antes nossas dicas e novidades!